Dandara é de Luta: ocupar é um dever

O filme Dandara: enquanto morar for um privilégio, ocupar é um direito, dirigido por Carlos Pronzato, nos apresenta a ocupação Dandara, em Belo Horizonte, narrando a história da comunidade marcada pela luta por moradia, mas cuja experiência de cinco anos ultrapassa esta luta, em si, fundamental: a vida dos moradores da ocupação, suas posturas, falas, trabalhos e ações, revela um emblemático e exitoso processo de criação de alternativas sociocomunitárias, de luta efetiva não só por direitos básicos, mas por uma nova concepção de cidade, de organização social e do que é viver.

Com o apoio efetivo das Brigadas Populares e de diversas entidades da sociedade civil que, ao longo de cinco anos, vêm reconhecendo a legitimidade tanto política quanto jurídica da ocupação, Dandara enfrentou a opressão policial desde o seu primeiro dia de ocupação e, depois, passou a lutar sem pausas pela atenção institucional do Poder Público, em várias esferas, que ignora (ou suprime) o direito constitucional da moradia em favor da indústria da especulação imobiliária. Em Belo Horizonte, inclusive, o déficit habitacional quase equivale ao número de imóveis desocupados, que jazem a serviço do interesse de especuladores.

A ocupação ainda não venceu a luta maior, que garantirá a regulamentação da comunidade, reconhecendo-a como um bairro da cidade. Mas a iniciativa é vitoriosa todos os dias quando vivencia no cotidiano a conquista de seus direitos. O êxito cotidiano da comunidade prova que, não havendo iniciativa por parte do Estado para garantir justiça social, é fundamental a ação dos movimentos sociais e a continuada organização popular.

Através da gente de Dandara e dos agentes que se mobilizam em torno da luta da comunidade, o filme de Carlos Pronzato mostra, com sensibilidade e perpassando questões amplas – o protagonismo feminino na história da ocupação, o racismo estrutural do país, a importância da solidariedade – que uma luta legítima organizada alcança, para além da resistência, uma existência digna, sempre em processo, sempre em luta. Vale ver o filme.

Anúncios

Uma resposta em “Dandara é de Luta: ocupar é um dever

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s