“Children of Men”: Cinematógrafo de Julho reflete sobre distopia e esperança. Confira a nota dos curadores

Cinematógrafo de Julho (sáb, 28):

BAHIADOC

O Cinematógrafo de JULHO acontece no dia 28 (sábado), às 16h30, na Saladearte — Cinema do Museu. Ingressos no valor de meia entrada.

Card Julho Cinematógrafo

Dos curadores do Cinematógrafo, Camele Q. e Fabricio R.:

O século do cinema coincide com a culminância do mundo que designamos de moderno: o século da razão crítica de si mesma, da morte de Deus, da história como destino humano ou, inversamente, do destino da humanidade como história em frenética progressão. A modernidade, em sua dinâmica revolucionária (a recorrente destruição de uma ordem passada em nome de uma outra ordem mais “justa” e “racional”) destronou o indivíduo da centralidade do mundo para destacar a realidade da sociedade e da espécie. Em termos de valores, a modernidade marca o momento em que saímos da eternidade para a história.

As artes narrativas modernas, e o cinema como sua expressão por excelência, não nos privaram de cenários possíveis que, de uma forma…

Ver o post original 539 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s