“Quarto Camarim” em BH: filme participa da 4ª Mostra de Cinema Feminista entre 08 e 16 de março

Nosso filme “Quarto Camarim” participa da 4ª Mostra de Cinema Feminista, que acontece em Belo Horizonte de 08 a 16 de março de 2018. A Mostra, que apresenta uma programação diversificada que reúne longas e curtas brasileiros e de outros países, acontece no Sesc Palladium. A sessão de “Quarto Camarim” será no dia 11 de março (dom), às 19h.

Quarto Camarim

Captura de Tela 2018-02-22 às 12.06.58

“Quarto Camarim” participada da 4ª Mostra de Cinema Feminista, que acontece em Belo Horizonte de 08 a 16 de março de 2018.  A Mostra, que apresenta uma programação diversificada que reúne longas e curtas brasileiros e de outros países, acontece no Sesc Palladium. A sessão de “Quarto Camarim” será no dia 11 de março (dom), às 19h.

A programação completa da 4ª Mostra de Cinema Feminista pode ser conferida no site da mostra e também na respectiva página do Facebook.

Finalizado em 2017, “Quarto Camarim” é o primeiro longa-metragem dos diretores Camele Queiroz e Fabricio Ramos. O filme, por meio de uma abordagem documental, mostra o reencontro, depois de vinte e sete anos, entre uma sobrinha, que é a própria diretora, e a sua tia, com quem não manteve nenhum contato desde a sua infância. Sua tia se chama Luma, é travesti, trabalha como cabeleireira e vive em São…

Ver o post original 109 mais palavras

Anúncios

O CINEMATÓGRAFO RETORNA NO DIA 26 DE JANEIRO, NO CINEMA DO MUSEU

Nós iniciamos o Cinematógrafo, uma mostra de filmes independente, no Rio Vermelho, na Casa 149. Ali, num esquema artesanal de montagem de estrutura de projeção, realizamos sessões durante seis meses, que começaram em dezembro de 2016. Até que, em julho de 2017, fomos convidados a realizar o Cinematógrafo no Cine XIV, que ofereceu, através de uma gentil parceria, toda a estrutura da sala para as exibições e para as conversas que sucediam as sessões. Com o incêndio que consumiu o Cine XIV, interrompemos os encontros para os retomarmos, neste ano que se inicia, no Cinema do Museu, nas noites das últimas sextas-feiras de cada mês, até que o Cine XIV seja restaurado e retorne ainda mais bonito, dono de uma história de resiliência de sensível impacto cultural no centro histórico de Salvador!

BAHIADOC

A partir deste mês de janeiro, o Cinematógrafo passa a acontecer no Cinema do Museu, sala do Circuito Saladearte, que fica no Corredor da Vitória. As sessões são mensais, na última sexta-feira do mês, às 20h40.

A sessão de retomada do Cinematógrafo será no dia 26/1, com o filme “A Ghost Story” (2017), de David Lowery, que estava programado para a sessão de dezembro, cancelada por conta do incêndio que consumiu o Cine XIV. O filme, que é uma alegoria sobre a transitoriedade das coisas e a fugacidade de tudo, suscitará questões que remeterão à destruição do Cine XIV. Compareçam! A sessão promete uma boa experiência e uma conversa daquelas.

Nota dos curadores Fabricio Ramos e Camele Queiroz:

Ela (Rooney Mara) e ele (Casey Affleck) são um jovem casal que se prepara para mudar de casa, quando ele morre, num banal acidente de carro. Ela tenta superar a perda…

Ver o post original 642 mais palavras

“Quarto Camarim” estreia em três festivais de cinema internacionais

Quarto Camarim, primeiro longa-metragem dos diretores Camele Queiroz e Fabricio Ramos, estreou em festivais internacionais de cinema em países das três Américas: no Canadá, na República Dominicana e na Venezuela. Lançado no final de 2017, o filme mostra o reencontro, depois de vinte e sete anos, entre uma sobrinha e a sua tia Luma.

Quarto Camarim

Quarto Camarim, primeiro longa-metragem dos diretores Camele Queiroz e Fabricio Ramos, estreou em festivais internacionais de cinema em países das três Américas: no Canadá, na República Dominicana e na Venezuela. Lançado no final de 2017, o filme mostra o reencontro, depois de vinte e sete anos, entre uma sobrinha e a sua tia Luma.

24879908_1953094964715720_4237496083568247201_oEm janeiro de 2018, Quarto Camarim participa da Mostra Oficial do 3rd FICMARC – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINE DEL MAR CARIBE (link), que acontece na Ilha de Margarita, Venezuela. Entre novembro e dezembro de 2017, o filme foi exibido no Canadá, no Vancouver Alternative Cinema Festival (link), e na República Dominicana, na mostra oficial do 8º Santo Domingo OutFest – Festival Internacional de Cine GLBT (link).

Em 2018, o filme terá sessões no Brasil. As informações serão divulgadas neste site. Acompanhe!

O filme foi realizado com o…

Ver o post original 23 mais palavras

“Quarto Camarim” tem estreia internacional em Vancouver e em Santo Domingo

“Quarto Camarim”, nosso primeiro longa, teve estreia internacional em Vancouver e em Santo Domingo.

BAHIADOC

Quarto Camarim” (2017), longa de Camele Queiroz e Fabricio Ramos, estreou no dia 22 de novembro, no Canadá, participando do Vancouver Alternative Cinema Festival. No dia 5 de dezembro, foi exibido na República Dominicana, na mostra oficial do Santo Domingo OutFest – Festival Internacional de Cine GLBT.

24879908_1953094964715720_4237496083568247201_oQuarto Camarim (2017) é o primeiro longa-metragem dos diretores Camele Queiroz e Fabricio Ramos. O filme, por meio de uma abordagem documental, mostra o reencontro entre uma sobrinha, que é a própria diretora, e sua tia, com quem não manteve nenhum contato desde a sua infância. É um filme de mise-en-scène compartilhada entre a diretora e a tia que, sem abrir mão da abordagem temática sensível de impacto político e social, elabora cinematograficamente um testemunho de vivência pessoal e íntima.

A realização do filme teve o apoio do programa Rumos – Itaú Cultural 2016-2017.

Ver o post original

Cinematógrafo no Cine XIV de novembro, dia 11, exibe “A Ghost Story”, de David Lowery

Cinematógrafo de Novembro – nossa nota sobre o filme:

BAHIADOC

Nota dos curadores Fabricio Ramos e Camele Queiroz:

Ela (Rooney Mara) e ele (Casey Affleck) são um jovem casal separados pela morte dele, num banal acidente de carro. Ela busca seguir em frente, enquanto vive o luto e a aflição da perda repentina. Ele, entretanto, retorna à casa em que viviam na forma de um fantasma passivo e silencioso, que ela não pode ver. O tempo passa, mas o fantasma se prende à casa em que moravam e, mesmo depois que ela se muda, ele permanece lá, à espera de algo, permanecendo como uma testemunha silenciosa do sofrimento dela e de sua própria condição de fantasma.  Através de deslocamentos temporais, o filme expande o drama pessoal do fantasma até um nível de relação cósmica com a vida e o mundo, oscilando entre o apego às histórias de uma vida e a dimensão inefável da eternidade.

Difícil de classificar, “A Ghost…

Ver o post original 611 mais palavras

“Muros” será projetado na fachada do Forte Santa Maria

BAHIADOC

Curta-metragem “Muros” será projetado na fachada do Forte Santa Maria (Porto da Barra), durante a inauguração da expo “Nosoutros”, de Rogério Ferrari. Sexta (dia 20/10), às 18h.

Captura de Tela 2017-10-20 às 10.59.23

O curta “Muros” será projetado na fachada do Forte Santa Maria, no dia 20 de outubro, às 18h, na inauguração da exposição “Nosoutros”, do fotógrafo Rogério Ferrari, que já pode ser vista na parte externa do Espaço Pierre Verger, no Forte Santa Maria (Porto da Barra, Salvador).

A mostra exibe 23 fotografias em preto-e-branco, que relacionam os campos de refugiados palestinos com os bairros periféricos de Salvador, reunindo fotografias de Rogério Ferrari tiradas durante as filmagens de “Muros” (2015), filme dirigido por Camele Queiroz e Fabricio Ramos, e de suas vivências anteriores na Palestina, Líbano e Jordânia.

“Muros” ganhou o Prêmio de Melhor Filme pelo Júri do V Feciba – Quinta edição do Festival de Cinema Baiano, em 2015. Foi premiado também como…

Ver o post original 92 mais palavras

Cinematógrafo no Cine XIV exibe “O Segredo das Águas”

O Cinematógrafo de agosto exibe filme da diretora japonesa Naomi Kawas. Sábado, dia 5, no Cine XIV, Pelourinho.

BAHIADOC

Cinematógrafo_AGOSTONota dos curadores:

O Segredo das Águas (2014), longa de ficção da diretora japonesa Naomi Kawase, uma experiência poética e dramática que realiza uma síntese muito própria da universalidade da vida. Ambientado nas Ilhas do sul do Japão, a exuberância serena das florestas e a instabilidade bela e desafiadora do mar ora calmo ora agitado, nos aparecem como metáforas próprias do nosso imaginário praiano tropical. O estilo, câmera na mão e ritmo sutil, aliado a um olhar poético existencial, compõe uma visão de mundo sobre a vida: seus medos e desafios, a descoberta da impetuosa e inquietante sexualidade juvenil, a sábia melancolia da velhice, e a morte – a morte como uma presença que assusta e liberta, que entristece e anima.

O CINEMATÓGRAFO:

O Cinematógrafo no Cine XIV exibe filmes mensalmente, sempre no primeiro sábado do mês, às 16h. A curadoria é de Camele Queiroz e Fabricio Ramos e as sessões…

Ver o post original 48 mais palavras

Entrevista com Camele Queiroz, diretora de “Quarto Camarim”

Entrevista de Camele Queiroz sobre o processo de fazer o filme “Quarto Camarim” (que eu co-dirijo). O filme, que teve o apoio do Rumos – Itaú Cultural, será lançado em breve. A entrevista completa e mais infos sobre o longa podem ser acessados no site do filme.

Quarto Camarim

Poster Quarto Camarim

Camele Queiroz, diretora de Quarto Camarim, comenta as vivências e o processo de fazer o filme.  A entrevista foi concedida em março de 2017 à jornalista Patrícia Colombo, do Blog Rumos – Itaú Cultural e originou a nota publicada no site do Itaú Cultural em 19/7/2017. Leia a entrevista completa:

Patrícia: Como surgiu a ideia de produzir o filme? Gerou um conflito familiar?

Camele: Sempre tive cabelo comprido e decidi cortá-lo bem curto, por razões minhas, o que foi uma decisão difícil. Creio que enquanto cortava o cabelo a lembrança de meu tio me veio à mente e lembrei também do quarto que ficava com a porta sempre fechada, exceto por uma brecha por onde eu o olhava, às escondidas, movida pela curiosidade infantil. Esse quarto se assemelhava muito a um camarim. Eu via uma espelho, via muitos objetos sobre a penteadeira, muitos sapatos coloridos e perucas. Não…

Ver o post original 2.216 mais palavras